sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Sentimentalidades.

Me pegue pra você, me abrace. Eu preciso.
Preciso sentir que não caiu mais, porque és forte por nós dois.
Não quero ser insegura, nem carente demais, mas me deixa passar um dia sobre os teus carinhos.
O teu cheiro doce entorpece-me as narinas, me faz adormecer.
Preciso esquecer o que me fez chorar, mas se eu chorar me entenda. Choro por sentir o amor.
O amor que nunca chegou sem manter distância.
Quero minha cabeça encontrando apoio no teu peito, tuas mãos a me afagar os cabelos por horas seguidas.
Num ritmo constante, o tempo não importa agora. Gostas de me fazer feliz. Eu sei.
Diga que me ama que não vai me deixar porque precisa do som da minha voz, do toque das minhas mãos.
Porque te faço sorrir, e te faço chorar. Porque te amo e você sente.
Quero você sempre perto demais.
Fico bem em te ver ao meu lado e ouvir você respirar sentimentalidades.
É música pra mim.
Sempre quis dizer isso, mas do jeito que estou nesse momento, com toda essa sensação de complemento,
Amo-te, adoro-te. Loucamente, absurdamente.

7 comentários:

Kari disse...

Depois te conto em quem pensei ao ler esse post...

Linda declaração! E ei... É tão bom se entregar assim... E passar um dia recebendo carinho assim...

Beijão pra tu

Nataliinha disse...

Ai, que lindo !

Beiijoos =)

Luanda Moura disse...

Eu tenho medo de me sentir assim, sabia? Eu tenho medo de me apaixonar, acho que a paixão não faz eu me sentir bem. Nunca mais na vida eu quero me apaixonar de novo...

Hariane disse...

Melhor declaração de amor impossível!

Bj

Leh disse...

Olha, é engraçado como o que nós lemos nos toca dessa ou daquela forma dependendo do momento em que estejamos vivendo.
Li esse teu post ontem a noite e quando entrei pra deixar um comentário, ia escrever que tinha sido o texto mais lindo que já fizeste.

De fato, foi!

Mas hoje já o li com outros olhos, com outro sentimento. Ele já despertou uma coisa diferente da que tinha despertado antes.

Linda declaração!

(ontem tua página de comentários tava com algum defeito, não abriu)

Leh disse...

Essa Luanda... sempre Luanda com esses comentários!!!

hehehe

Adriano DiCarvalho disse...

Fico me perguntando por quanto tempo mais choraremos por amor, pelo amor e pelos amores... Ai, ai...
-----------
Obrigado pelo comentário e pelo desejo de boa sorte!

BJAO, Erica