terça-feira, 28 de abril de 2009

Quase.

Ela deixou de ser feliz quando ele saiu pela porta.
Ele foi embora e continua pensando nela.
Ela queria que tudo tivesse sido diferente, mas quase não mudou nada para isso.
Ele queria demais o que ela não conseguiu dar.
Ela ainda sente o gosto do ultimo beijo que ele deu...
Ele sente raiva de ter beijado.
Ela sempre pensa em como se sentia quando ele tocava seu corpo.
Ele tenta lutar contra as lembranças e não sabe lidar com as dores.
Ela ainda pensa em ele abrir a porta novamente, voltando pra casa.
Eles foram felizes e quase foi para sempre, mas são fracos demais pra assumirem os erros, e fracos demais pra aceitarem as diferenças.

Um comentário:

Kari disse...

Ah não!
Eles não podem deixar que a fraqueza estrague tudo...

Beijo