segunda-feira, 29 de junho de 2009

De coração...

Falas lúbricas.
Expressa teu desejo,
Declamando vulgaridades...
Poesia do meu corpo em chamas.
Da carne, da cobiça.
Dizes sem saber o que me ascende:
Meu delírio, minha falta de ar.
Meus olhos despencam pesados,
Força da tua luxúria.
Convivo com teu amor bruto,
Animal, de pele e desejo.
Tua doce inocência em tentar me iludir:
“És a melhor”... Lindo.
Um suave engano que me preenche o espirito
Nesses momentos de conflito e medo.
Medo de não ter tudo que construi em pensamento,
Na ânsia de um futuro bom.
Desejas mais de mim?
Mais do que eu posso te dar em
Sensualidade?
Ao avesso... Assim quero estar sobre você.
Beije minhas veias, os vasos
Que alimentam meu coração.
Acaricie meu estômago,
Quando ele gelar nervoso por esperar
Tua palavra encantada.
Se excite com todas as células que
Constroem meus tecidos,
Ame minha alma.
Acredita em mim, no que te digo.
Não sou puta, nem sou santa.
Apenas quem procura, busca contrastes e descobertas
Dessa janela que se abriu sobre meus olhos,
Tua amplitude e poesia.
Tenho certeza que nasci para estar em teus braços.

15 comentários:

Renata Braga disse...

Nossa Érica.. como consegues...


E o pior, é que nos deixamos enganar.... sem nenhuma exitação.

Bejos

Nike disse...

Nos entregamos com tanto amor e desejo, e por fim o que nos resta é a solidão, bom, isso no meu caso...
antes eu também tinha a certeza que havia nascido para estar nos braços dele, hoje porém, não tenho certeza de mais nada...

Fico encantada com a maneira que vc escreve!
Parabéns linda!
Beijos

Dione disse...

Passei para deixar um beijinho!

meus instantes e momentos disse...

É dificil comentar um modo de pensar. Teu poema é voce. É o que voce pensa e sente. Voce é puro impulso, voce é fogo e ar, é combustão.
Voce é uma soma de vontades. Que não encontra barreiras. Que faz das tuas convicções e desejos as tuas certezas.
Bonito teu poema...
Maurizio

Sonhos e Devaneios disse...

nao sou puta nem sou santa...es apenas uma mulher com desejos e anseios de um verdadeiro amor....muito lindo seu poema
beijos joao

Melanie Brown disse...

Nossssaaa!Cara, voce sabe escrever!Tem um talento incrivel!!Minha vez de me encontrar, ainda conseigo escrever do teu jeito meus sentimentos e cotidiano, bem assim da forma poetica!Parabens.

Aí fui correndo rever a foto da minha afilhada, e num é que a Amanda tem mesmo boca de coraçao!RS, como seu título!A tbm tenho sobrinha tem 05 anos, minha vida!!Eu amo crianças, me apaiono por uma logo que vejo, vc vai ADORAR, o jeito titia de ser... :)
:D
Beijinhos...

Anjo vermelho disse...

OIi bom diaa olha eu aqui de novo fã é assim nééah XD

que amor hem, as palavras então noosa vc consegue ser forte e suave ao mesmo tempo.

que entrega!!!
adorei!!

beijos

Aninha disse...

Tenho certeza que nasci para estar em sues braços!

Ah eu tb tenho essa certeza!!!!!!!! Mas o destino parece não concordar comigo...

* Tb adoro te visitar e receber suas visitas!!!

Bjks

Sun disse...

Olá Érica, sim eu voltei sim....mas ainda não cheguei aonde devo chegar...mas falta pouco :)

Espero que esteja tudo bem por aí;)
Um beijo querida

On The Rocks disse...

erica,

obrigado por ter linkado o on the rocks e por me seguir também. prometo andar devagar pra dar tempo você me pegar! - rsrs

você manda bem em suas poesias!

também tenho um blog de poemas. os meus são eróticos.

www.lavergadelbuenas.blogspot.com

bj

Poetíssima disse...

'Ao avesso... Assim quero estar sobre você.'

Gosto disso.

Obrigada pelas visitas!

Abraços!

Jairo Souza disse...

Intenso hein! Legal o espaço! Parabens! Abçs!

paula barros disse...

Que amor intenso. Nunca li nada igual, nem nunca pensei assim. Muito interessante esse amar.

abraços

Aninha disse...

Li novamente seu poema e era como se lesse pela primeira vez, rsss
Outra interpretação.. Isso é tão fascinante, neh???

Anotei sua sugestão e vou ler sim!

O pior de td lá naquele "estorvo" é q ele pega a joias da irmã, entrega p os bandidos q dão uma mala cheia de maconha p ele e ele simplesmente deixa ela cair na escada do amigo (depois de viajar a cidade td com ela...) Totalemte sem sentido, nem fumar unzinho ele fuma... Huhauhauua


Bjs

Salve Jorge disse...

Eu quero o avesso
Aceito pagar o preço
E do Olimpo desço
Do mundo esqueço
E se quiser
Padeço
Mulher
Se vier
Um mundo teço
Quebro o gesso
E na sua vida cresço
Enquanto o coração aqueço
E é só o começo
Contigo não mais arrefeço
Tudo há de ser poesia...