terça-feira, 9 de junho de 2009

Minha sina, meu cinema.

Há necessidade das explicações, das teorias bem montadas, amarradas pra convencer algo, ou qualquer coisa. As dúvidas são o que sobra: Porque tudo é assim? Porque eu sou assim? Porque o amor machuca? Ou ele não machuca? A culpa é minha?
Nem tudo é de compreender. Pode haver explicações, podem sim, tantas sabe, que de repente é até melhor não saber. Deixa assim como está.
Não entenda o amor, ele não foi feito pra isso. Ele é tão exato, prosaico, ordinário, que ninguém consegue mais perceber sua complexidade. Se quiser saber dele, ame apenas. Isso é fácil demais. Vai doer quando ele se for, é inevitável, então aproveita. Concentra no que é bom. Na vontade de ser feliz, os desejos mais secretos que te arrancam suspiros. Pensamentos induzindo arrepios e falta de ar. As ondas de vontade de sentir que toma conta do corpo. Pensa no outro a quem se ama, viva pra tirar um sorriso que te ilumine o resto dos dias, que faça esquecer de tudo que é feio, tudo que dói. Erra quem dá, pensando no que volta. Não queria dizer isso, porém, lá vai: talvez não volte. Um dia quem sabe? Mas talvez não volte mesmo... Pois é, a parte que nos cabe deste latifúndio. Eu acredito em tudo que dizem, sobre tudo que exista por ai (isso não quer dizer que concorde), acredito. Invente-me hipóteses, apresente as possibilidades, crie conjecturas sobre os lemas irrespondíveis de tudo que me aborrece. Pode falar... Sou toda ouvidos.

11 comentários:

Renata Braga disse...

Érica... tu disse tudo aquilo que eu a dias to tentando colocar pra fora.


Compreender pra que? O amor não necessita dessas tais explicações... algumas pessoas correm atrás de teorias pra tudo, explicações pra tudo, e esquecem que o melhor da vida esta exatamente no contrário, em viver simplesmente...sem espera nada ... ser feliz...


Hoje me aconteceram algumas coisas, até cheguei triste em casa... mas agora te lendo, e acho q não é por acaso... me peguei sorrindo.

Foste a responsável, e só por isso te parabenizo...

Bejoo querida...

Nilson Barcelli disse...

Concordo contigo.
E acrescento que, quando um amor nos passa pela frente é um erro não o vivermos.

Querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Sandra S. disse...

Esta maldição de querermos uma explicação para o inexplicável... Porque? Se tudo o que o homem alcança, ele destrói? Para que querer uma definição para algo tão divino como o amor? A beleza está exactamente no indefinível, no invisível a olho nú, no intocável..naquilo que apenas se sente, sem precisarmos das malditas palavras que tanta dor nos causam.

"Erra quem dá, pensando no que volta."

Olha, é bem verdade isso. Já quebrei a cara vezes sem conta, mas aprendi.
A vida ensina.

:)
Fico feliz que tenhas gostado do meu cantinho, tambem gostei do teu, e também voltarei, com certeza :)


Beijinhos

Poeta de um mundo caduco... disse...

Érica, assim como vc, ouço todos os dias esses discursos competentes sobre o amor... Mas n chego a conclusão alguma!!! Deixei as perguntas de lado e passei a me entregar!!!

"Erra quem dá, pensando no que volta."

Verdade, sentimento não se cobra, é espontâneo!!!

Bjinhos. *.*

Sandra S. disse...

Nossa, é sério?!:D É linda mesmo!
Quem toca é Ludovico Einaudi...

são duas músicas: A primeira que se chama I Giorni e a segunda que se chama Primavera.

:)

Anjo vermelho disse...

Disse tudo ...
desde de que o mundo é mundo o homem ser humano procura explicaçoes mais não a nenhuma,
a simples resposta é viver ,errar,chorar,se aventurar...

esta de parabens!!!

beijinho de anjo

Tom. disse...

se deve viver tudo com intensidade, principalmente o amor.
.
thomasvilanueva@hotmail.com

.

Kari disse...

Uma intensidade de dúvidas...
Bom demais...
Mas sabe, se tivermos respostas para tudo, talvez perca a graça de viver... De sentir...

Ah! Tô na final em Mona Lisa e em Português (tô com ódio...)... hehehehe Nos vemos segunda!

Beijão

Bia Maia disse...

Querida Érica...é...é assim mesmo...Eu aprendi a ACREDITAR em TUDO...até que me provem ao contrário...
E aprendi a AMAR...tantas e quantas vezes o AMOR VIER...
Vamos viver o HOJE, o AGORA...pois afinal,um descobri que nó passamos a maior parte de nossas vidas pensando no passado e fazendo planos para o futuro...Chegamos a negar ou ignorar o presente, e acabamos por adiar nossas conquistas para algum dia distante, quando então achamos que conseguiremos TUDO o que desejamos e seremos finalmente FELIZES...

Mas eu te digo de coração, amiga, ....se a gente REALMENTE quer MUDAR A NOSSA VIDA, precisamos começar neste MOMENTO: JÁ!!!!

Viver o AGORA é o melhor caminho para a FELICIDADE e a ILUMINAÇÂO!!!

Um beijo em sua alma,

Biazinha

http://olhardentrodosolhos.blogspot.com

O Profeta disse...

Porque não amas...apenas...?


Doce beijo

Ellaehcarioca disse...

Que mania a nossa de querer explicar tudo, de querer dar respostas,nomes, encontrar razões e culpados para tudo, não é mesmo?!Realmente, não cabe a nós explicar.Pra que se preocupar??Basta vivê-lo, assim...Simples assim, sem divagações e afins...Não adianta encontrar nomes,explicações,se arquitetar...pois nada disso nos protegerá dos sentimentos que ainda virão a acontecer.Amar, perder, desiludir-se, começar de novo, até acertar faz parte dessa espetáculo chamado vida. Não há como fugir.Ngm quer viver só.

Érica, agora sobre o blog. Amei este cantinho!!Passei a tarde inteira qui lendo todas as postagens desde a primeira.É totalmente cativante o jeito como escreves.É gostoso de ler. Nem senti o tempo passar...
Parabéns!!!
Nossa, agora q vi. Desculpa , isso é quase um texto. Enooorme!!
Bjs