quarta-feira, 15 de julho de 2009

Acaso.

Me perdi
Nesse tempo errado,
Custado de mim.
Por acaso te encontrei
No acaso que me leva,
Nos cantos que me carregam,
Nas palavras que me cercam,
Encantos que me projetam.
A força que me absorve...
Teu tempo passado,
Recanto dessa fábula
Que me seduz.
Quero nascer ao seu lado,
Vendo sua vida
Eternizar-se em flores,
Em amores desconexos.
Dedicados à força de um sismo.
Consegues sentir?
São tantos inclinados...
Vazios, completos,
Sedentos, banais...
Consegues sentir?
Amo a quem te ama,
Amo as bocas que guardam teu sabor,
Os corpos brandos do teu amor...

28 comentários:

cláudia i, vetter disse...

me revelas surpreendente e magistral.

grande beijo!

Katy disse...

Eu amo....
Bjs.

Melanie Brown disse...

"Eternizar-se em flores"
Dorei isso!
Cada pétala se libertar de sua base, para se tornar enterna...

Obrigada minha querida
Pelo teu carinho, demasiado
Reciproco.

Super bjoO'

Renata Braga disse...

Apaixonante...esqueçoa té o que ia escrever... rs

Beijossss linda!

Luanda Moura disse...

Quando eu crescer eu quero ser assim:

poetisa,

produtiva,

criativa.

Quando eu crescer eu quero escrever o prefácio do livro de Érica...

Anjo vermelho disse...

simplismente apaixonante...

*-*

Poetíssima disse...

Eu que sou doida por teus escritos!
adorooooo!

Incrível menina, teu talento é inspirador.

Parabéns!

Abraços da Portíssima!

Rafael disse...

Encontrei o errado
Me levaram a fábula
Seduziram as flores
E os vazios inclinados
E só sobraram palavras projetadas

Alê Quites disse...

"Encantos que me projetam."

Realidade com sabor de contos de fadas.
BeijOS

Anne Cavalcanti disse...

"Eternizar-se em flores,
Em amores desconexos."
muito bom...
e todo mundo falando de tempo...

Periquita disse...

Que grata surpresa! bjos

{Nanda}_FX disse...

simplesmente delicioso...


beijos

A Magia da Noite disse...

Amar é a sublime arte de saber dar.

Sandrita disse...

Perdermo-nos no tempo errado...e encontrá-lo por acaso....foi exactamente isso o que me aconteceu.

A única diferença é que, no meu caso, nunca houve amor.

Lindo post :)
Também gosto muito do que leio aqui.

beijo querida.

N. Mylonas disse...

Adorei.
Parabeeeeeens =)

Aline Dias disse...

lindo ^^
amo tuas palavras!

um bom final de semana pra ti também.

AC Rangel disse...

Érica:
Que poesia forte, densa, de uma beleza incrível.Adorei. E fiquei muitofeliz, também, com teu comentário e em saber sobre tua mãe. Dê um beijo nela por mim. E outro pra vc, claro...

Melanie Brown disse...

Idem linda mOça!!!
Estou na ansia de um findi
Que renderá um post que nos
é bastante incomum
uahsuahs
XeeerOoO'

Rebecca disse...

Lindo!
Maravilhoso!
Obrigada pela visita!
Beijos!

Eurico disse...

Grato pela visita, Poeta. Tão jovem e com um trabalho já tão denso.
Valeu mesmo pela visita.
Estou te seguindo.

Abraço fra/terno.

Kari disse...

Lindão o poema!!!!

Ô guria, adoraria sair contigo, mas tô em POA...
Tu sabe quando começam as aulas? Eu tô chegando dia 3...

Beijão

Ps.: Já fez a matrícula? Eu já!

. fina flor . disse...

e não é que é assim mesmo que acontece: encontramos as melhores coisas quando nos perdemos, rs*

beijos, querida

MM.

Nike disse...

Lindas palavras minha amiga!
Amei!
beijos e ótima semana prá ti!

disse...

E a moça ainda é poeta! (soube de uma poetisa que as mulheres de versos preferem ser chamadas poetas, que poetisa parece mais um diminutivo... na dúvida, prefiro acreditar).

Vamos todos à FLIP então!

Salve Jorge disse...

Acaso você chegasse
E outra praça encontrasse
E se por lá sempre passasse
Sem prazo
Sem passo
Só o laço
De um caso
Que dado
A beber o passado
Te convidasse
Para um enlace
Entregarias a face
Às hordas do amado
Ou ante o errado
Dobraria a sintaxe
Ao apelo do ápice
Sem nexo
Sem sexo
Dobrando o côncavo
Ao convexo...

{Nanda}_FX disse...

nossa..........
perfeito!
amei!!!

bjs

Yasmin Lara disse...

Lindíssimo!!

Parabéns pelo post, lindíssimo blog.

abraços
=)

A Magia da Noite disse...

a amar é uma forma mágica de ter aquilo que não podemos possuir.