quarta-feira, 1 de julho de 2009

Quando ela dormiu...

Foi dormir com um gosto ruim na boca, era diferente, ácido, corrosível... De arrependimento. Sente angustia por não deter seus pensamentos e deixar que eles elevem sua fraqueza. Absorveu, concentrou e nada. Eles continuaram a criar suposições e teorias com as quais não concorda, não concorda... Respirou fundo três vezes, tentando acalmar seu espírito. Porque estava assim? Estranha. Há muito tinha resolvido que não ligaria mais para certas miudezas, dessas que aparecem do nada, vindas não sei da onde, trazidas não sei por quem.
Cansou de se condoer das aflições alheias e cansou de sentir dores sem nome. As pessoas são complicadas, dificultam o percurso natural dos acontecimentos, depois choram e lamentam seus atos maquinais de puro impulso. Ainda assim, quando vê, compadece dessas dores outra vez, e trai suas certezas. Não quer ser assim, temperamental e inconstante, quer ligar o "foda-se" para as bobagens do futuro ou do passado, quer o agora, do jeito que for. Sentir, a música e a dança da vida, seu movimento incessante... Viver apenas. Isso que deseja.
Dormiu... Custou, mas acabou deixando o cheiro da noite embalar seu sono. Teve sonhos intensos, de desejo: Beijava uma linda boca, e olhava lindos olhos venezianos. As linguas passeavam com o olhar fixo na alma, sem piscar. Sentiu o abraço e as mãos daquele adorável estranho a lhe acariciar os cabelos, apertar seus seios e a invadir com os dedos. Acordou excitada, guardando aqueles últimos segundos de sensação. Tomou banho, escovou os dentes e saiu... Sorrindo. Como se sabendo agora onde é o céu e onde é o chão. Na boca um gosto novo, mais doce, de intensidades, momentos de felicidade, pensamentos de amor e desejos de paixão.

14 comentários:

Olavo disse...

Que o sonho possa se tornar real.
Beijos

Melanie Brown disse...

CA-DA DI-A ME-LHO-R!!!!!
ADOREI!!

Obrigada pelos comentarios
Carinhosos querida, adoro ti
Receber!!
:D

Salve Jorge disse...

Componho
Lindo sonho
Acordo risonho
E caminho
Deixando pra trás os moinhos
Que se na vida existem espinhos
Eu prefiro saborear um vinho
E o mundo que componho...

Kari disse...

A minha mãe sempre diz que não existe nada melhor que uma noite de sono. Ela faz milagres!!!!

Lindão o texto, viu???

Beijo pra tu

PS.: Curtindo as férias???

Poeta de um mundo caduco... disse...

Érica, adoro aqui... DE VERDADE.
Que post INCRÍVEL!
...
Vivi cada palavra...

Parabéns.

Bjinhos.

paula barros disse...

Érica, a sua escrita é tão intensa quanto os sentimentos descritos, bom de se ler, de imaginar, uma leitura onde quem ler participa, sente.

abraços

Laila Braga disse...

Isso faz parte daquelas coisas de deixar-se livre tanto pra pensar, sonhar como para fazer...

Aninha disse...

Maravilhosso !!!!!!!!!!!!

* Tem presente p vc no meu blog

Melanie Brown disse...

Tem um selinho carinhosos pra ti no meu blog!
:D

Menino Poeta disse...

Nossa me apaixonei pala maneira de vc escrever!! obrigado pelo comentario!! As dúvidas nos leva a uma busca incessante por Respostas, por horizontes, trilhas, novos caminhos... Mais quanto mais buscamos mais duvidas surgem... Que cruel não é?

Anjo vermelho disse...

Ah que sonho humm.. to doida pra ir dormir heheh^^
vc e seus textos aiaia da pra suspirar por horas...

Deus te Abençoe mto e cada dia mais façavc brilhar com esse talento todo especial seu..
beijos de anjono coração!!

tenha uma otima noite!!

Renata Braga disse...

O gosto ruim passa.... o arrependimento também.... Sabe Érica... pessoas complicadas deveriam evaporar...

Que esse sonho.... torne-se realidade, pra nós duas....

Muitos beijossss

AC Rangel disse...

Quando se consegue vislumbrar aquilo que sobra, que só atrapalha, por mais bonito que possa parecer e se consegue descartar este "peso a mais", começam a emergir os sonhos, muitas vezes, melhores que a realidade.
Érica, amei...alfredocrangel@gmail.com

Vieira Calado disse...

Passei para ver (pela 1ª vez)

e achei o blog interessante

e variado.

Cumprimentos