segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Alcance.

Te vejo.
Coração cadenciado
No ritmo dos teus pés descalços.
Esquenta meu sangue e
Faz ferver na face o rubor
De uma timidez finginda,
Escondendo o latejar
De um coração que pulsa
entre grandes lábios.
Vens rindo... Lindo.
Caminha lentamente
Contrariando a pressa
Dos meus sentidos,
Meus anseios.
Teu olhar me invade,
Estou nua,
Transparente...
Cada vez mais perto
Te sinto.
Aproximação...
Apreciação...
Reconhecimento.
Toca os dedos delicadamente
Minha pele, meu rosto.
Descobre os traços,
A maciez da minha boca,
Contornos.
Pega com força e
Enlaça em teus braços
O corpo que deseja
Esvaecer na felicidade da
Tua respiração.
Viva música ao meu ouvido.
Ouço: “Toda minha”.
A primeira vez que entras em mim.
Minha pele arrepiada te excita,
Desmonto ao notar tua devassidão.
Um beijo...
Tua língua...
Passeio...
Sabores...
Meu corpo está tomado de você.
Agora ele é teu.
Sabes disso.

35 comentários:

Poeta de um mundo caduco... disse...

Érica!!!
Eu que já estava sentindo falta daki!!!! rsrsrsrsrs...

Gente... bom demais ler seus textos, sabia?

Cada dia melhor, héin?

Bjinhos...

...... disse...

.....

wallace disse...

Olá! Vim conhecer seu blog, por meio do blog da Nike. gostei de saber que vc gosta de Leminski e Mário Quintana. Eu estou num projeto de sarau em praça pública e fazemos homenagem a esses dois poetas. bjs!

Nilson Barcelli disse...

Quanta sensualidade nas suas palavras querida amiga. E bem vagarosa...
Belo poema, gostei imenso.
Beijo.

HSLO disse...

Que poema belo...viu, gostei. Parabéns.

______
Obrigado pela participaçaõ em meu blog.


abraços

Hugo

AC Rangel disse...

Érica, que delícia de poesia. E tudo isto entre grandes lábios. Vc é linda.
Beijo

Ego. disse...

Ah, SUS-PIREI!!!

Lindo*
Bjus e até*

Anônimo disse...

O bom da tua poesia , é poder ler, reler. Pegar uma frase qualquer e saborear.
Como tivesse te olhando declamar.
.
Andre Vila Real

Fabricante de Sonhos disse...

Nossa! Lindas palavras!
Descrevestes lindamente a entrega de sum ser que simplesmente se doa a outro assim, de forma inteira.
Na integra.

Belíssimo! Encantada.

Beijos grandes e tenha uma semana de luz, viu?!

Nike disse...

Hummmm!
Que palavras sensuais...
me fizeram viajar!
Parabéns querida!
Beijos

Anjo vermelho disse...

^^ uau q entrada hem... adorei a mudança esse seu jeito é seu e ninguem consegue ser igual hem..
eu axo!!
e seu talento com as palavras o melhorou... ^^

eu volteiii tava com saudade..
mais agora eu to diferente espero que ainda goste de mim assim...

beijso enormes!!!

Salve Jorge disse...

Estando ao alcance
Avance
Escute a música desse desejo
E dance
Pelo que vejo
Haverá um rio de beijos
Correndo pro mar de você
Completamente à mercê
E além disso que se vê
Jaz minha alma
Na tua palma
Perdendo a calma
No arrepio
Um desvario
Pelo teu corpo vadio
Que tal qual céu
Se abrindo no estio
Faz escarcéu
Me deixa réu
De um corpo tomado por mim...

Sun disse...

"Aproximação...
Apreciação...
Reconhecimento."

Essa parte me lembrou a vida selvagem. Está aí a prova de que todos temos um animal dentro de nós.
Eu tenho uma pantera....kkkk

A sensualidade quando bem descrita, é de se saborear e pedir por mais !
És uma especialista no assunto.

Um beijo anjo*

N. Mylonas disse...

Uau... sensacional hein... Fui lendo e me imaginando na cena... hehehehe...

beiijos

Nike disse...

Oi minha linda, passei aqui para poder explicar o pq daquele palavras patéticas q postei ontem no meu blog. Tenho certeza q pode ter me achado meio sem inspiração... bom, não tenho o dom das palavras, mas tento fazer o meu melhor
Eu estava muito chateada com alguém que acha-se melhor do qualquer outro ser humano, e escrevi tudo aquilo exatamente para que ele pudesse ver, q eu tenho meus defeitos como todos tem, mas a diferença que eu assumo isso, pois sei q não sou nada nessa vida pra julgar as pessoas.... quando eu disse: Meu corpo é o palco onde dançam todas as sensações... Eu quis dizer q assim como todas as pessoas, eu sorrio, choro, minto, digo a verdade, sou calma e etc... são coisas obvias, mas assumo meus atos, não me fazendo de perfeitinha como tem muitos por ai... pois sou um ser humano Deus me fez assim, como eu disse no final...
Não quero q pense que sou uma topeira pra escrever rsrsrs, eu quis passar uma mensagem para alguém e acabei me envergonhado com o q escrevi, e por isso exclui o post...
Não me leve a mal por escrever isso aqui pra vc, eu só queria explicar também o motivo de eu ter excluido o post caso vc entrasse em meu blog e não o visse mais lá...

Um beijão minha linda
gosto muito de vc!

A Magia da Noite disse...

entregar o corpo é levar com ele a alma.

Kari disse...

Intenso.

É só o que consigo dizer.

E ei... Não deixa de ir pra aula por falta de carona em... É só pedir...

Beijos

paula barros disse...

A forma sutil de dizer, a sutileza em belezas.

Muito bom.

abraços

Dilberto L. Rosa disse...

Adorei, de cara, a picardia da imagem da abertura do layout! Mais ainda as referências a Leminski, Quintana e Chaplin, apesar de não os ver em seus versos e prosas... Gostei do eroticamente correto poema... Abração e até a volta!

Aninha disse...

Que delicia de texto minina!!!
Cd dia melhor, heim???

Bjks

disse...

Que intenso. Adorei o texto. Forte. Quase viril.

Dilberto L. Rosa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Dilberto L. Rosa disse...

Como diria o arauto da interpretação dos anos 80, Scwarzenegger, "No problema!"... E, assim como apagaste o último comment, também o fiz nos Morcegos, a fim de não alimentar ideias bélicas de quem porventura ler e não entender... E tenho dito! Qualquer outra hora a gente se pega... Em novas discussões poéticas!

Publique logo novo 'post'! Os meus são às quartas-feiras! Inté!

Renata Braga disse...

Sem palavras..

Tu é desejo, sensualidade, amor, paixão... e consegue colocar tudo isso aqui.
To tentando achar as palavras... mas elas fogem... as tuas ficam.



Bejos querida.

Dilberto L. Rosa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Canto da Boca disse...

Érica, estar aqui, sentir e viver as suas múltiplas referências, é sem dúvida a suprema glória para quem como eu, gosta da poesia, da prosa bem feita, bem articulada com os elementos semânticos, metafóricos, e as mais variadas figuras de linguagem, sem falar na essência que é o sentir-poesia, e tu o fazes com muita habilidade, além de convidar o/a leitor/ a mergulhar, linha por linha, e cada uma tem identidade, independência, mas também interdependência. Gostei imenso daqui, isso é uma declaração que voltarei porque me tornei fã. Obrigada pela ida lá no Canto, a casa é sua, sempre que desejares.
Um beijo grande!
;)

Melanie Brown disse...

Sem surpresas!! Maravilhosamente lindo, e o melhor, simples de ler, eu releio pra ver se é isso mesmo ou eu viajei demais no seu jeito talentoso de combinar palavras, é sempre o que imaginei, o que senti... Parabéns!!!!

caçadora de mim disse...

Adorei o texto, muito lindo!!

Dilberto L. Rosa disse...

Em pensar que, graças a mim, a moderação de comentários foi ativada neste 'blog' rs... Por aqui, só para relembrar a querela de ontem e para ver se havias colocado algo novo! Quando puderes, manda email, manda notícia, manda publicar algo novo: ainda sem inspiração? Abração!

Layara disse...

Um lindo e emocionante jeito de Amar.
Ficou LIndo!

Um beijo de Energia Lilás!

ótimo fim de semana!

Thiago disse...

parabens pelo poema. Tanto esse quanto o anterior.Volto para ler com mais calma os outros. Muito bom, faz eu sentir saudade da mulher brasileira, tão diferente das daqui.
Vou ficar seu fã.
Thiago

O Profeta disse...

Fabuloso texto...


Doce beijo

Me permita disse...

amor à flor da pele, explorando cada um dos nossos sentidos! Delícia!

Patrícia Lara disse...

Olá Érica!

Passeando pela blogosfera encontrei o seu espaço. Adorei tudo por aqui! Seus textos e poemas são ótimos!
Passei um bom tempo por aqui. E com certeza voltarei...

Um abraço,
Patrícia Lara

Aninha disse...

Oi florzinha linda!
cd vc??? Rsss
to passando p te desejar uma semana maravilhossa!
Um bjao no coração

e obrigada pelo seu bblog tao inspirador!