segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Após um dia...

Já é difícil um dia inteiro. Ai chega em casa e começa a ouvir impropérios ao seu respeito: - Como assim? O que foi que eu fiz mesmo? Só me lembra porque eu não faço nem idéia! Um dia inteiro fora de casa, só queria um pouco de silêncio. - Sem perguntas, por favor. Eu não sei... Não sei... Não sei de nada.
Queria saber qual a sensação de incomodar alguém. Sim. Porque alguma boa deve ter, já que fazia bem uma hora que tinha chegado e ela ainda não tinha parado de falar, falar não, reclamar. Simplesmente não tinha para onde ir. Não podia se calar diante de tanta infâmia, mas também não podia disparatar palavras soltas, mesmo que na tentativa de se defender, isso só iria piorar. Começou a andar pela casa, relativamente grande, mas muito ocupada, por coisas e pessoas. Coisas desnecessárias, e pessoas... igualmente. E sem muitos atrativos também.
Realmente, não tinha o que fazer.
Foi beber água... Gritou da dor que sentiu ao morder a parte inferior da boca. Uma senhora mordida, com direito a sangue, muito sangue e lágrimas. Aproveitou pra chorar a raiva que estava sentindo. Era só o que faltava para completar a situação caótica que se encontrava naquele momento. Porque mesmo? Não sabia ainda...

8 comentários:

Marcelo Mayer disse...

é a mesma coisa que um poste mijar no cachorro. é esta sensação.

Sandra ' disse...

Não sei o quê é pior: não saber, ou saber como eu sei, e não fazer a menor ideia de como resolver.

Se é que há resolução.

beijos querida*

Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
wallace disse...

de repente... foi beber água alí no vizinho e nunca mais voltou.. bjs!

Nilson Barcelli disse...

Todas as casas têm momentos desses.
O que convém é que durem pouco tempo... e manter a calma e sorrir, à falta de melhor ideia.
Querida amiga, bom resto de semana.
Beijos.

Daniel disse...

Me veio à cabeça a música dos Titãs "Família". Passo por isso aqui na minha casa às vezes também.
E não tenho quarto apenas meu, nem tenho pra onde fugir rsrs.
Beijos

A Magia da Noite disse...

há instantes em que um pouco de nada nos faria bem.

Rafael disse...

ISSO
E da mordida saiu muito sangue e todos se afogaram no sangue e todo mundo virou vampiro e ficou doido e gritando.