domingo, 29 de agosto de 2010

É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar, na verdade não há...


Sento-me diante do espelho
Com a cara rota
da maquiagem desfeita

Mas não quero me recompor...
Quero tudo como está
pelo menos até amanhã:
deixe que me lave só amanhã

Hoje quero o peso do corpo sujo
e a dor da cara amassada
sobre mim
já que não estás aqui...


"Agimos certo sem querer... Foi só o tempo que errou..." Acho que continua valendo porque continuo te amando...
Só por isso já valeu, né, lindo?!

8 comentários:

Daniel disse...

Às vezes é bom sentirmos o cheiro da merda pra não deixar esmerdear novamente.
Daniel

tati_nanda disse...

acho que valeu sim...
ou ainda pode valer não???
nunca sabemos..
boa semanaaaa...
fica na paz..
:)


http://zonzobulando.blogspot.com/

Marcos Campos disse...

Adoro as sábias palavras do poeta que já se foi...sempre atuais, pra qquer situação!
beijo e boa semana!!

mARa disse...

Apenas hoje deixa ser como estou, apenas hoje deixa viver o momento do que agora sou...E amanha quando a manhã chegar vou me deixar escorrer as marcas do que ontem ficou...a marca da dor...

Intensa tuas palavras.

Bjo!

José Viana Filho disse...

Saudades daqui,

Ha tempos que não vejo meus blogs prediletos. E vc Erika, com sua exatidão passional, seus poemas vicerais, suas imagens postadas, suas musicas escolhidas a dedo, suas frase ditas e silenciosas deixam esse o mundo blogueiro um pouco melhor!!

Parabéns por mais um belo poema... E lembre-se nada na vida vale tanto sofrimento; Rubem Fonseca me disse em uma palestra, que o escritor d everdade 'e aquele que sempre sofre pra escrever, pra matar, pra cuspir e que quando larga a maquina e ou a a caneta, vai tomar todinho no sofa rsrsrs

bjs e tenha uma otima semana!!

Dilberto L. Rosa disse...

O Zé, como sempre, um visceral galanteador, contando segredos de alcova que teve com Rubem, de quem nunca me ofertou um livro! Mas concordo com ele que as belas escolhas casadas de imagens/músicas e textos têm sido muito boas por aqui! Tens ajuda, sofres tanto assim ou vais tomar todinho com torta de morangos no final danovela das seis?! Rs. Abraço e vê se volta, que até os Morcegos já voltaram, em edição extraordinária!

Salve Jorge disse...

Disse o Pessoa
Que tudo vale a pena
Se a alma não é pequena
E por mais que isso doa
Ao fim não condena
Que se foi coisa boa
Na gente ressoa
E deixa a vida mais plena
A despeito da paisagem
Durante a viagem
Todo personagem
A de viver histórias para contar...

P.s - Desculpa o sumiço.. não sou disso.. mas a vida me cobra.. e como toda cobra, ou esmaga ou tem veneno.. mas saiba que meu mundinho pequeno, sempre fica mais pleno com qualquer dedinho de você...

Melanie Brown disse...

s.o.r.t.e....