sábado, 12 de fevereiro de 2011

Onde está o sentido nisso?

Com remorso ela pensava no começo vertiginosamente rápido do amor deles. Não tivera necessidade de conquistá-lo: desde o primeiro instante ele havia sido conquistado. Virar-se para olhar para ela? Pra que? ela estava a seu lado, na sua frente, perto dele, desde o começo. Desde o começo, ele era o mais forte e ela a mais fraca. Essa desigualdade estava depositada nos fundamentos do amor deles. Injustificável desigualdade, iníqua desigualdade... Ela era a mais fraca.

8 comentários:

Hugo de Oliveira disse...

Será que era mesmo a mais fraca ou só demonstrava isso? Geralmente existe isso em algumas relações...eu mesmo já vivi isso...e demonstrava ser o fraco, mas no fundo era o mais forte.


abraços

Marcelo Mayer disse...

é... não vi nenhum também

On The Rocks disse...

saudade de você.

bj

Felicidade Clandestina. disse...

ai a mulher que se deixa levar por essa onda de sentimentos , por essa sensação febril de arrebatamento.

nao há sentido algum, e a graça é exatamente esta

:* beijos flor

Melanie Brown disse...

Talvez faltou aí o gostinho da conquista... Mais fraca?! Sei não...

:D
Linda, muias saudades de ti!!

r.farias disse...

Falta o sabor da conquista ? Falta sentido ? Ser mais fraca ou apenas demonstrar ? Cerveja gelada ?

Onde está o sentido nisso?

Beijo Kbção !!!

O Impenetrável disse...

tão bom saber q alguém escreveu justamente o que aconteceu comigo! pois numa relação onde eu era o mais "fraco" percebi que não adiantava continuar nessa cegueira que é estar com alguém e não ser visto.

grande abraço!

Ковёр-самолёт disse...

num mundo ideal eu teria lembrado que vc existe e te visitado faz 2 semanas ai em recife.