terça-feira, 14 de junho de 2011

Caramelo


Esses dias assisti um filme Líbio chamado Caramelo (o título original é Sukkar Banat)que conta a história de cinco mulheres libanesas em Beirute vivendo um dilema existencial sobre o amor. Layal (Nadine Labaki) trabalha em um salão de beleza com outras três mulheres, cada uma delas tem seus problemas: Layal tem um caso com um homem casado; Nisrine (Yasmine Al Masri) anda insegura com a aproximação do seu casamento, o fato de não ser virgem e a questão da família do seu noivo ser muito religiosa e levar as tradições ao pé da letra; Rima (Joanna Moukarzel) é lésbica; e Jamal (Gisèle Aouad) está preocupada com sua idade. Ainda, próximo ao salão, ponto de partida de todas as histórias, mora uma senhora costureira Rose (Sihame Haddad), que dedica a vida para cuidar da irmã mais velha e doente, e que finalmente vê a possibilidade de amar novamente. Gostei bastante do filme e de como a diretora(Nadine Labaki) encaminha as histórias. O gênero é drama, mas com uma pitada de comédia muito inteligente e nada clichê. Você vai se envolvendo entre as tramas e se reconhecendo nas personagens. Muito interessante, desta vez eu indico.

4 comentários:

wallace p. disse...

Um filme Líbio ou japonês (A Passagem, Be With me, Air Doll) ou iraniano (O Espelho, a Maçã, O Balão Branco) ou alemão (todos do Herzog ou do Win Wenders) ou um bom fime nacional (a safra mais recente tem ótimas produções). Filme pra amar, pra chorar, pra esquecer, pra pensar (ou pensar em alguém), pra rir, pra dormir. Depende do dia.
Boa semana!!

bjs

meus instantes e momentos disse...

se voce indica....com certeza é bom.

fabiofan disse...

Vou assistir obrigado pela dica

Rafael disse...

Oi, moça, valeu pelo comentário! Só pra você saber, caso queira comprar meu livro, já é possível pelo site da editora (ainda não tem em loja, q eu saiba)
http://www.oitoemeio.com.br/802/catalogo/festa-na-usina-nuclear/
Bjs